PROCESSO DE PRODUÇÃO DOS BARRIS

 



 
 

Portugues Espanol English Deutsch

A  produção dos barris é um processo complexo e contínuo. A madeira usada para  o seu fazer é de acacia ou de carvalho e para o obscurecimento da cor do whiskey e do conhaque, às vezes usa-se a amoreira.

 

El vino blanco de ambar conserva-se em barris de acacia. Contudo, os melhores e mais fortes são os barris de carvalho.

 


El roble contiene taninas que lhe adiciona um aroma específico ao álcool. As árvores  cortam-se nos dias de verão quuando os seus poros ainda estão fechados, depois serram-se em tableros perssoalmente pelos especialistats em barris.

 

Os troncos ordenam-se ao ar livre um acima de outro de maneira que entre eles possa passar o ar. Assim permanecem 2 – 3 anos, para secar-se de modo natural e depois já são aptos para o uso.

A grossura dos listões varia de acordo com o tamanho do barril requerido. Por exemplo: 4 cms. para 500 litros e 3,2 cms. para 230 litros.

 

 

 


Para que se possa conseguir a forma específica do artículo, a largura dos listões varia nos seus diferentes partes – ambas as extremidades devem ser mais estreitos do médio com 1-2 cms. Depois de esmerilado, as tábuas ordenam-se em forma de cone e em torno destas coloca-se o primeiro aro.
Arquear a madeira pelo outro lado do conus faz-se por meio do aquecimento. Faz-se um fogo e o cone mantem-se ”a vapor” enquanto os listões abranden. Os mesmos encolhem-se e sobre estes enfiam-se os demais aros. Entre os aros e o canal onde entra o fundo do barril coloca-se um tipo de espadanhas para mais força. O cesto obtido deixa-se secar.